Yaqui Delgado quer quebrar a sua cara - Meg Medina

agosto 20, 2015


"Yaqui Delgado quer quebrar a sua cara", é o que está escrito em bilhetinho que Piddy Sanches acabou de receber. Ela não faz ideia de quem é Yaqui e o que fez para que esta louca esteja a caçando em seus primeiros dias em uma escola nova. 

Piddy é filha de uma cubana, mas nasceu nos EUA. Ela tinha uma vida razoavelmente estável quando ainda morava em um outro bairro e tinha sua melhor amiga como vizinha de condomínio. O grande problema é que Mitzi, sua melhor amiga se mudou para um local bem melhor e está em colégio quase perfeito e com amigas maravilhosas. Já Piddy, foi forçada a se mudar para um bairro próximo ao antigo, após um pequeno acidente com a escada de seu antigo prédio. E é por causa desta mudança que ela também está em um novo colégio, porém muito diferente do colégio da Mitzi.

Eu adorei a premissa deste livro porque mostra exatamente a realidade das escolas. O bullying praticado começa quase sempre sem razão, e é o que acontece com Piddy. Ela é intimidada o tempo todo pela trupe da Yaqui e ninguém interfere.

Devo dizer que o ponto central deste livro é a ameaça da Yaqui, porém a autora pontuou diversas outras coisas. O livro é recheado de cultura latina e toda a força destes imigrantes é mostrada de um jeito super positivo e valorizado. 

Além disto, há diversas coisas acontecendo na vida da protagonista. Ela acaba descobrindo um segredo sobre o seu pai ausente, sua melhor amiga parece estar tão envolvida com as novas amigas que não se envolve como antes, um amigo de infância está passando por um momento super delicado e ela ainda precisa aguentar sua mãe quase neurótica falando todos os dias que ela não deve se transformar em uma qualquer, uma chusma.


Medina fez um excelente trabalho ao demostrar como age uma adolescente em meio ao caos e como ela reage sendo vítima de assédio moral e físico. Me coloquei no lugar da Piddy e tenho certeza que agiria da mesmíssima forma. Contar com um adulto, nesta fase. está fora de cogitação para a grande maioria, é como se estivéssemos chorando como crianças.

Se você, assim como eu, já sofreu algum tipo de agressão seja ela física ou moral, com certeza você se identificará e às vezes será até um pouco complicado ler este livro sem se emocionar. Em algumas cenas diversas passagens da minha vida retomaram e senti ódio, raiva, impotência e diversas outras coisas que me fizeram pausar a leitura para acalmar os ânimos.

Honestamente, eu gostaria que este livro fosse adotado como leitura obrigatória nas ecolas, principalmente nos Estados Unidos, onde o preconceito contra os latinos é bem forte e isto é inaceitável. Felizmente a história da Piddy não é real, mas infelizmente há diversas "Piddys" no mundo lá fora que estão passando por momentos similares ou até mesmo piores. Assim, indico a leitura deste livro e vamos juntos transformar o mundo em lugar harmonioso.

Informações:
Autora: Meg Medina
Editora: Intrínseca
N° de páginas: 272
Adicione no Skoob!
Livro cedido para resenha!




Você também poderá gostar de:

1 comentários

  1. Apenas querendo ler. Já queria faz tempo e você mesma sabe disso, né? Agora que eu via resenha e você falou fiquei com mais vontade ainda. <3

    Ps: fotinho linda! :D

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir

Facebook

Twitter