Prince of Thorns - Mark Lawrence

novembro 03, 2014

TÍTULO: Prince of Thorns 
SÉRIE: Trilogia dos Espinhos
Autor: Mark Lawrence
EDITORA: darkside
ANO: 2013
PÁGINAS: 360
ISBN: 9788566636116
Sinopse: Tem início a Trilogia dos Espinhos: Ainda criança, o príncipe Honório Jorg Ancrath testemunhou o brutal assassinato da Rainha mãe e de o seu irmão caçula, William. Jorg não conseguiu defender sua família, nem tampouco fugir do horror. Jogado à sorte num arbusto de roseira-brava, ele permaneceu imobilizado pelos espinhos que rasgavam profundamente sua pele, e sua alma. O príncipe dos espinhos se vê, então, obrigado a amadurecer para saciar o seu desejo de vingança e poder. Vagando pelas estradas do Império Destruído, Jorg Ancrath lidera uma irmandade de assassinos, e sua única intenção é vencer o jogo. O jogo que os espinhos lhe ensinaram.  (Skoob).
Me sinto entre a cruz e a espada. Gostei? Sim, mas não tanto quanto eu esperava gostar.  Eu queria ler este livro há muito tempo, o título foi a primeira coisa que chamou minha atenção e eu lembro de ter ficado realmente intrigada com esta capa.  


Prince of Thorns narra a história do príncipe Jorg: um menino de catorze anos que cresceu em meio a guerra e sangue, que deseja a vingança mais que tudo no mundo. O filho do rei de Ancrath. Quando ele tinha dez anos, Jorg assistiu ao assassinato de sua mãe e de seu irmão, isto o influencia a amadurecer rapidamente e decide matar o assassino de sua família e tudo o que se intrometer em seu caminho.

O livro apresenta dois tempos: o presente, quando Jorg tem catorze anos e vai nos contando as aventuras e desventuras que ele e seus companheiros vão vivendo, e o passado quando ele tinha dez anos e é aqui que vamos descobrindo tudo o que aconteceu e toda a evolução do personagem até o momento atual.


No transcorrer das páginas nos deparamos  com muitas mortes, torturas e selvagerias inimagináveis. A sede por vingança do protagonista é o tema principal e praticamente tudo gira em torno disto. Cada frase que ele fala ou que pensa, cada movimento, gesto e olhar, tudo tem a ver com a vontade de matar Renar. Por um lado isto nos ajuda a conhecer em profundidade suas motivações, mas por outro lado, me deu a impressão que o livro se centra neste tema e deixa tudo de lado. 

Primeiro devo falar a respeito da idade do personagem. Eu não costumo ler resenhas ou ver críticas quando termino um livro, tenho um pouco de receio de ser influenciada e parecer uma cópia ou algo do tipo, mas neste caso, eu tive que recorrer a uma busca sobre o gênero épico e a idade dos personagens. Não estou habituada a ler este tipo de livro e senti uma discrepância enorme quanto a idade de Jorg e suas atitudes, mas algumas pessoas me fizeram entender que, principalmente, na fantasia épica, os personagens crianças tendem a ser adultos pequenos, ou seja, eles são treinados para serem pequenos homens e agirem como tal. Portanto, partindo deste princípio entendi as atitudes deste "garoto". 

Jorg é quase o demônio personificado, ele faz coisas que prefiro não comentar, fala palavrões atrás de palavrões e sente um desejo insaciável por vingança. Durante toda a leitura eu não conseguia imaginá-lo como um adolescente, eu via um homem feito e que faria qualquer coisa para impor sua opinião e fazer valer a sua vontade.

Outra coisa que devo comentar a seu respeito é que Jorg possui uma irmandade, um grupo de mercenários, saqueadores, homicidas e etc. que o acompanha e faz tudo o que o garoto quer. Estes personagens possuem características próprias, mas eles não são explorados, pelo menos não neste primeiro livro e isto dificulta um pouco entender os motivos que os levaram a seguir o garoto que quer ser rei a todo custo aos quinze anos.

A o estilo da narração e a escrita do autor, sem sombra de dúvidas, foi o que mais me chamou a atenção. Os diálogos são bem construídos e prende a atenção do leitor. Além disto, por ser uma história contada pelo protagonista, há questionamentos retóricos e um contato direto com o próprio leitor. Apesar de não ter sido cativada pelo Jorg, em muitos momentos eu quis dar uma sacudida nele e falar que eu não concordava com suas atitudes.

Como eu disse lá no começo, eu esperava mais deste livro. Por alguma razão inexplicável, eu acreditei que veríamos o treinamento de um príncipe para vingar um reino, não foi o que encontrei, mas também não posso dizer que não me peguei devorando suas páginas para saber o que iria acontecer e se ele conseguiria alcançar seu objetivo. 

Terminei a leitura e fiquei com um gostinho de quero mais, sobretudo pelas últimas palavras deste primeiro volume. Na verdade, o último capítulo inteiro foi o que mais me aproximou desta história. Jorg, me deixou imensamente curiosa e desesperada para ler as continuações.

*Livro cedido para resenha pela editora.
**Este livro faz parte do booktour organizado pelo blog Lendo & Comentando e a Editora DarkSide.

Você também poderá gostar de:

0 comentários

Facebook

Twitter