Estudo Independente - Joelle Charbonneau

outubro 16, 2014

TÍTULO: Estudo Independente 
SÉRIE: Teste
Autora: Joelle Charbonneau
EDITORA: Única
ANO: 2014
PÁGINAS: 320
ISBN: 9788567028347
Sinopse: Cia Vale tem dezessete anos e tem tudo o que sempre sonhou: um amor perfeito, um lugar na universidade e um futuro como uma das líderes da Comunidade das Nações Unificadas. No entanto, apesar de todos os esforços do governo para apagar a memória de Cia, ela ainda lembra o que aconteceu. Ela precisa escolher entre ficar em silêncio e proteger a si mesma e as pessoas que ama ou expor o Teste e o que ele na verdade é, um programa assassino que deve ser impedido. O futuro da Comunidade depende dela. No segundo volume da saga de Joelle Charbonneau, a chance de fazer parte da revitalização de uma civilização pós-guerra colide com o desejo de fazer o que o coração manda.  (Skoob).
Mais uma vez Joelle Charbonneau me fez perder o fôlego durante a leitura. Os medos e inquietudes de Cia tornaram-se meus durante toda a leitura e foi difícil desgrudar os olhos de tudo que estava acontecendo.


No primeiro livro descobrimos que depois que os candidatos passaram no Teste, eles imediatamente tiveram suas memórias apagadas. Os eventos que os levaram a chegar onde estão agora não podem fazer parte de suas lembranças. Até mesmo porque, seria impossível afastar o arrependimento que é algo tão humano se não fosse apagando tudo o que aconteceu e assim se evitam também as perguntas. Além disto, esta é uma forma de se manter o teste, já que os novos líderes serão as pessoas que, eventualmente, participaram daquele cenário e se estas lembranças permanecessem irão, com certeza, perturbá-los ao ponto de questionarem se realmente aquilo seria preciso.

Cia passou no teste no primeiro livro e agora tudo o que ela tem a fazer é passar por outro teste. Isto mesmo! Para ter o direito de começar os estudos na Universidade, todos os alunos passam por uma "iniciação" - que muito me lembrou a série Divergente, mas que já deixo bem claro que tem seus próprios princípios - e que irá definir até mesmo o estágio que aquele aluno fará. É bem aqui que nos deparamos com a primeira grande pergunta: o que acontece com os alunos que não passam por uma determinada atividade da iniciação, ou seja, o que acontece com os adolescentes redirecionados.

Enquanto as pessoas que não foram redirecionadas estão tendo suas aulas e atividades, nossa protagonista confronta novamente o dilema de não poder confiar em ninguém. Afinal, todo mundo está ali extremamente preocupado com o seu próprio umbigo e só querem chegar ao ponto mais alto em suas respectivas carreiras.

E é exatamente neste ponto que cresce a empatia pela protagonista. Cia é inteligente, corajosa e toma todas as suas decisões depois de pensar muito sobre cada passo necessário. Algumas pessoas podem não gostar de como ela é calculista, mas o cenário criado para esta série exige que ela seja assim. Até mesmo o simples fato de um estudante não comer na sala comum e se isolar, é visto e explicado como uma falha. Tudo ali é um grande negócio e um movimento errado pode levá-lo ao redirecionamento. Além disto, eu adoro a compaixão e amabilidade da personagem. Cia é capaz de ajudar mesmo aqueles que ameaçam o seu bem estar e a sua vida, ela não consegue deixar ninguém para trás.

Joelle Charbonneau conseguiu outra vez me fazer ficar tensa e me manter de olhos bem abertos. Sério, esta é uma das distopias mais inquietantes que eu já li e neste segundo livro, apesar de não ter sido tão arrebatador quanto o primeiro, me mantive totalmente presa à história. Como já disse, até mesmo na resenha do primeiro livro, a autora sabe transportar os sentimentos para o papel e fica impossível não sentir o terror na nossa própria pele. Cara, tem uma cena que para os claustrofóbicos como eu, é de arrepiar e me fez parar a leitura para tomar água, pois, eu realmente precisava me acalmar.

Em última análise, eu posso dizer que o livro superou uma parte das minhas expectativas, mas eu esperava ver um pouco mais. Sei que o livro está longe de ser um romance, mas confesso que senti falta do Tomas e quando ele finalmente começou a aparecer um pouco mais, o livro acabou. Portanto eu mal posso esperar para ter em mãos o terceiro e último livro desta trilogia que já foi lançado no Brasil e se chama A Formatura. Estou desesperada para saber o que acontece com os personagens e com todo o governo. Agora é a hora da ação e vamos descobrir em quem a Cia realmente pode confiar.

*Livro cedido para resenha pela editora.

Você também poderá gostar de:

1 comentários

  1. Gente comprei o teste vol.1 e 2 na bienal e devorei. A saga é muito da hora!!! (o livro 1 me lembrou fortemente jogos vorazes em alguns aspectos =P)
    A história continua super tensa (te faz odiar ainda mais os que são responsáveis pelo teste e o andamento da faculdade), mas ficou um pouquinho "menos" sanguinária, acho, mas ainda fica morrendo gente, então não se preocupem hahaha.
    Agora estou louca pelo 3º e último volume: "A formatura".
    Amo a Cia e não vejo a hora de encarar junto a ela o desfecho dessa trama!!!! s2
    Bjs Ana! =D

    Camilinha.

    ResponderExcluir

Facebook

Twitter