Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo - Benjamin Alire Sáenz

setembro 15, 2014

TÍTULO: Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo
SÉRIE: -
Autor: Benjamin Alire  Sáenz
EDITORA: Seguinte
ANO: 2014
PÁGINAS: 392
ISBN: 9788565765350
Sinopse: Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.  (Skoob).
Sabe quando um livro te ganha pela capa e você morre de medo de se decepcionar com o conteúdo? Foi exatamente o que aconteceu com este quando o vi pela primeira vez, a parte boa é que ele não me decepcionou em nada. Pelo contrário, Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo ganhou um lugarzinho especial na prateleira dos favoritos.


Quem nos narra esta história é o Aristóteles, um garoto de quinze anos que está naquela fase da vida onde estamos meio que no limbo: deixamos de ser criança e estamos nos tornando adolescentes. Ari é um tanto incomum para a sua idade, ele é bem introspectivo e tem dificuldades de fazer amizades, já que os garotos de sua faixa etária são tão vazios e seus papos são bobos. Além disto, o pai de Ari é um ex soldado e a guerra vivida por ele o transformou em homem solitário e sem aberturas para o filho, eles quase não conversam e Ari sente que não conhece o seu pai, mesmo morando com ele. Há também um assunto terminantemente proibido em sua casa: o irmão mais velho de Ari está preso e ele mal se lembra de suas feições já que era muito criança quando tudo aconteceu.

Então, Aristóteles vive em seu próprio mundo tentando descobrir muitas coisas: quem ele é?, como o fato de crescer está afetando a sua vida? quem é o seu pai e quem são os fantasmas dele?, qual foi o crime que seu irmão cometeu e porque ele é um assunto proibido?, dentre outras... É nesse meio todo que Ari conhece Dante, um garoto que é totalmente o oposto dele. Dante é super extrovertido, amigável, tem uma família muito unida e Ari a princípio nem entende como foi que essa amizade se deu.

Mas, antes que você fique com a impressão de que há uma linha que realmente torna estes personagens pólos opostos, ela não existe. Os personagens deste livro são tão reais que seria impossível imaginar um Dante sempre feliz e um Aristóteles sempre triste e amargurado.  Se alguém sabe transformar pessoas reais em personagens esta pessoa é Benjamin Saenz, ele soube trazer toda a complexidade dos seres humanos e colocar em todos os personagens deste livro. Tenho certeza que você reconhecerá vários aspectos tanto nos dois principais quanto nos secundários, que te fará lembrar de alguém do seu círculo social.

Mais uma vez, o que mais me chamou a atenção foi a escrita do autor. Benjamin Saenz tem uma forma tão poética de contar uma história que de verdade qualquer coisa que este homem escreva deve ser incrível. Há passagens e descrições neste livro que são tão intensas e sensíveis ao mesmo tempo que tive vontade de colocar um milhão de post-it por todo ele. 

Outra coisa que me chamou a atenção foi a estrutura deste livro, ele está divido em algumas partes e dentro destas partes estão os capítulos que são totalmente disformes entre si: alguns são tão pequenos que o seu conteúdo é formado apenas por um parágrafo e outros chegam a ter duas ou três folhas. O autor coloca em destaque exatamente aquilo que merece ser apreciado pelo leitor. 

Estou meio farta daquelas histórias de amor bobinhas que encontramos em diversos romances por aí, onde todo o desafio dos personagens está na conquista definitiva do outro. São histórias rasas e que não estão mais funcionando pra mim. Então, me senti afortunada em ler Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo. Há tanta coisa acontecendo nestas quase quatrocentas páginas que o foco definitivamente não está no romance, ele em si é algo natural, encorajador e realista.

Este é um livro que marcou muito e, com certeza, quero voltar a lê-lo no futuro. E o final dele não é nem um pouco previsível e o mais mágico é que você aceitaria até mesmo o desfecho que não foi dado, ou seja, qualquer final seria brilhante porque a história em si é tão mágica e realista que somos facilmente convencidos a receber de coração aberto qualquer decisão tomada por este magnifico e experiente autor.

Espero que mais livros do Benjamin cheguem ao Brasil – (Alô, editoras! Vamos publicar Last Night I Sang to the Monster ou He Forgot to Say Goodbye). – Então se você ainda não leu Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo faça um favor a você mesmo e descubra os segredos da escrita magnífica de Sáenz.

Você também poderá gostar de:

2 comentários

  1. Eu vi muito esse livro em vídeos de booktubers gringos e me apaixonei pela capa, é linda demais. A história não me cativou muito, mas quem sabe, né? Sempre é bom dar uma chance :)

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  2. Ei Ana você sabe que eu estou louca para ler esse livro né? Desde quele evento que eu não paro de pensar nesse livro. Sempre vejo ele na livraria e vou dar uma olhadinha, procuro promoções, vi na bienal e esquci de comprar. Enfim, ta difícil. hahahaha

    Mas quero muito ler. Parece ser uma história muito boa e por incrível que pareça, é um livro que a capa não me chama atenção mas eu dou tudo pela história. Geralmente é o contrário e eu acabo comprando livros pela capa ser bonitinha e essas coisas, mas Aristóteles e Dante tem uma capa que eu não gosto muito e quero muito ler.

    Também acho que essa coisa de romance muito perfeitinho não está dando para mim. Meio que enjoa e você sabe que aquilo só vai existir ali no mesmo mesmo. Estou querendo ler histórias mais reais apesar de gostar muito de livros mais "bestinhas".

    Enfim, louca para ler. <333

    Beijos!

    ResponderExcluir

Facebook

Twitter