Ele Está de Volta - Timur Vermes

agosto 02, 2014

TÍTULO: Ele Está de Volta
SÉRIE: -
Autor: timur vermes
EDITORA: intrínseca
ANO: 2014
PÁGINAS: 304
ISBN: 9788580575293
Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante.  (Skoob).
Ele está de volta tem uma premissa bastante surpreendente: Adolf Hitler acorda em Berlim, em 2011, encontra seu país irreconhecível e, apesar de muitos avanços tecnológicos, bem inferior ao que ele lembra. Incapaz de convencer alguém de que ele é outra coisa senão um imitador perfeitamente convincente, ele se torna uma sensação do YouTube e ganha seu próprio programa na TV - na verdade, tudo mudou, mas sua agenda política continua bem badalada. 



Sem sombra de dúvidas, esta é uma das coisas mais originais e extremamente engraçadas que eu já li. Vermes pode ser considerado um gênio por conta disto. E o mesmo vale para o design da capa - tão simples, mas tão inteligente que chega a ser impossível não sentirmos vontade de folheá-lo assim que nos deparamos com ele.

Eu adoro ler e estudar sobre a Segunda Guerra Mundial e conhecer este livro me rendeu muitas reflexões. Com a narração em primeira pessoa, o autor nos faz entrar na mente do Hitler e quase nos convencemos com as justificativas apresentadas. Como eu já disse, Vermes é um gênio e soube satirizar como ninguém tanto a situação atual do mundo e em especial, da própria Alemanha, quanto os fatos do passado e a excentricidade deste personagem maníaco. 

As reações do personagem quanto ao mundo contemporâneo nos rende muitas gargalhadas - alerta de livro inapropriado para ler em locais públicos. Há também questões sérias tratadas neste livro de uma forma bem particular, Hitler está bem indignado com o rumo que o mundo tomou após a guerra e nestas partes a narrativa pode parecer um pouco cansativa. Além disto, estas divagações do personagem estão repletas de referências culturais e, o leitor que não está muito por dentro da história da Alemanha pode se perder um pouquinho (o que foi o meu caso).

Então, eu não posso dizer que este é um daqueles livros que simplesmente devoramos em uma tarde. Acredito que algumas pessoas podem achar esta ideia de fazer um Hitler engraçado totalmente ofensiva, assim como aconteceu no próprio livro, mas eu realmente gostei deste personagem. Em algumas partes, conhecemos um Hitler vulnerável e quase cativante (como sua dificuldade de lidar com outras pessoas e seu contínuo sentimento de solidão). Timur Vermes soube imaginar e nos transmitir como Hitler sentia e via as coias, ainda que esta seja uma obra de ficção, foi bom ver este "lado" deste personagem que estamos acostumados a ver como um monstro. Mas não se preocupe que a essência do personagem está bem próxima da realidade, os preconceitos e os delírios estão super presentes.

Apesar de não termos respostas quanto ao possível coma e como o Hitler simplesmente apareceu naquele terreno baldio, o livro é bastante convincente e é possível imaginarmos como algo real. Então, eu acho que se você gosta desta temática, deveria dar uma chance a este livro. Tenho certeza que você não irá se surpreender. 




*Livro cedido para resenha pela editora.

Você também poderá gostar de:

2 comentários

  1. Oi Ana!
    Ótima resenha, apesar de ser um tanto interessante, a premissa não me chamou muita atenção.

    Gabriel - umpapoentrepaginas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre curti muito estudar história geral no colégio (e modéstia a parte, eu era muito boa!), embora tenha me afeiçoado mais as matérias de ciências biológicas e segui profissão na área da saúde. ^^
    Com certeza vou conferir esse livro para entender a cabeça de Hitler, e só o fato de não se tratar de nenhuma biografia, já me ganhou! kkk
    Parabéns pela resenha Ana!
    Bjs!

    Camilinha.

    ResponderExcluir

Facebook

Twitter