O Livro Selvagem - Juan Villoro

dezembro 11, 2013

TÍTULO: O Livro Selvagem
SÉRIE: -
AUTOR: Juan Villoro
EDITORA: Cia das Letras
ANO: 2011
PÁGINAS: 192
ISBN: 9788535919868

Sinopse: Juan tem treze anos e já planejou as próximas férias: quer ficar em casa e passar os dias brincando e aproveitando o sol do verão. Mas sua família está passando por uma situação difícil. Os pais acabaram de se divorciar, e, tentando se adaptar à nova vida, sua mãe decide que precisa passar alguns dias sozinha. Juan, então, tem de ir para a casa do tio Tito, um sujeito um tanto excêntrico, que ama os livros mais que tudo e tem estantes espalhadas por todos os cantos da casa. Tito detesta telefone e tudo que possa atrapalhar suas leituras, e como companhia aceita apenas os três gatos e a cozinheira. No entanto, ele adora Juan, que considera um leitor especial. Tito acha que o menino descobre muito mais coisas naquilo que lê do que os outros. E tem um plano: vai pedir a ajuda do sobrinho para encontrar uma obra singular entre as milhares que tem em sua casa, chamada “O livro selvagem”, que nunca foi lida por ninguém e que guarda um segredo destinado àquele que a encontrar. Mas por que o livro resiste à leitura? E por que Juan é o único capaz de desvendar seus mistérios? Nessa busca, entre livros, leituras e a convivência com o tio e com Catalina, a menina que trabalha na farmácia em frente da casa de seu tio, Juan vai descobrindo um pouco mais sobre si mesmo e sobre a relação da literatura com as experiências que vivemos cotidianamente.  (Skoob).


Você já se perguntou por que determinado livro parece nos fisgar e necessitamos tê-lo em mãos? Ou até mesmo o porquê de ao irmos a livraria com determinado livro na cabeça, acabamos com outro na sacola. Será que são os livros que escolhem o leitor e não o contrário?



O Livro Selvagem conta a história de Juan, um garoto de 13 anos que está passando por uma situação bem delicada no período mais legal do ano, ou seja, nas férias de verão. Seus pais estão se divorciando e ele é obrigado a esquecer todos os seus planos e ir passar as férias na casa de um tio que ele nem tem tanta afinidade. Ele não consegue entender por que sua mãe vai deixá-lo com o Tio Tito, um parente distante bem excêntrico que sempre preferiu a companhia dos livros e de seus tês gatos, enquanto sua irmã mais nova vai ficar na casa de uma amiga. Mas no fundo Juan sabe que neste momento sua mãe precisa de um tempo sozinha.

Nos primeiros dias vemos o nascimento de uma grande amizade entre o tio e Juan. Tito logo apresenta a grande biblioteca ao sobrinho. E como ela é gigante,Tito entrega a Juan um sino para o caso de o sobrinho se perder em meio ao labirinto de livros que percorrem quase todos os aposentos da casa. É aí que somos apresentados aos verdadeiros personagens principais desta história: os livros. 

Tito, em meio a muitos ensinamentos disfarçados de meros bate-papos, explica a Juan que existem diversos tipos de leitores e conta também, que Juan é um leitor muito especial e que talvez poderá ajudá-lo a encontrar o livro selvagem, um livro que guarda um grande segredo e que nunca foi lido, já que parece não querer ser encontrado. Assim, Juan que planejava explorar uma casa abandonada com seu melhor amigo nas férias, se vê enfiado dia e noite dentro da imensa biblioteca obstinado a encontrar este bendito livro com a ajuda da adorável Catalina, uma garota encantadora que trabalha na farmácia em frente a casa de Tito e que faz seu coração acelerar a cada encontro.

É preciso dizer que a narrativa desse livro é maravilhosa, super divertida e muito envolvente. Já de cara o autor consegue nos fazer mergulhar de cabeça em toda a magia que os livros produzem. E como eu disse no começo, Tito é bem diferente e tem um jeito todo especial de tratar os livros, para ele os livros mudam de lugar sozinhos e ao serem lidos por pessoas diferentes podem sofrer modificações, ou seja, são acrescidos ou retirados fatos a sua narrativa.

Os personagens são bem desenvolvidos, mas é claro que Tito e Juan são apresentados mais detalhadamente, enquanto os outros atuam como coadjuvantes. Talvez isso se dê pelo fato do livro ser bem fininho e a proposta do autor foi focar na aventura.

A diagramação do livro é excelente, o espaçamento é ótimo e isso facilita muito a leitura. Este sinceramente foi um livro que me chamou pela capa e graças aos deuses não me decepcionei. O final é surpreendente e eu fiquei pensando horas sobre isto, acho que nunca mais esquecerei este livro, sobretudo o último parágrafo. Super recomendado.

Beijos e até a próxima aventura!

Você também poderá gostar de:

0 comentários

Facebook

Twitter